Novidades

Fique ligado nas novidades que acontecem no Beal.


Saiba o que não incluir na alimentação de crianças até 2 anos!

Muitos alimentos são contra indicados antes dos 2 de anos de idade devido à presença de contaminantes ou pela grande quantidade de açúcar, sal, conservantes, corantes, aditivos químicos, gorduras ruins e outros componentes.

Como o organismo da criança ainda não é apto a receber estas substâncias, o risco de rejeições como alergia, diarréia, eczemas e agitação aumenta consideravelmente.

O uso de sal e açúcar após os 2 anos deve ser equilibrado para reduzir o risco de doenças crônicas na vida adulta como obesidade, diabetes e hipertensão. Além disso, o paladar dos pequenos não deve se acostumar a alimentos industrializados, pois assim a tendência de rejeição será aos alimentos naturais como frutas e verduras.

Temos ainda os alimentos que são ofertados a crianças com a ilusão de serem saudáveis, mas não são:

Mel: pode estar contaminado pela Clostridium Botolinum, que por sua vez por causar o fechamento de glote e consequentemente um quadro de asfixia. Apesar de ser um caso raro, não indicamos o consumo, pois o sistema imunológico ainda não está preparado para combater a bactéria.

Achocolatado: é um produto extremamente artificial, no qual o chocolate passou longe! Ainda contém alto teor de açúcar e conservantes, o que pode viciar o paladar da criança em sabores muito doces e resultar em diabetes no futuro.

Refrigerantes: são uma bomba de açúcar para a criança e podem causar lesão da mucosa gástrica devido a sua acidez, além de reduzir a absorção de nutrientes importantes para o crescimento e desenvolvimento.

Gelatina: é rica em corantes, adoçantes, açúcar e conservantes. Podem causar alergia, excesso de peso e viciar o paladar em sabores muito doces.

Embutidos (presunto, salsicha, linguiça): ricos em gorduras, glutamato monossódico, corantes, aditivos e substâncias químicas cancerígenas. Se são péssimos para qualquer pessoa, quem dirá aos pequenos!

Salgadinhos/biscoitos recheados: bombas de sódio, corantes, gordura e açúcar. Opte por biscoitos simples, sem corantes, com a menor quantidade de ingredientes possível. Faça cookies caseiros! As crianças adoram e são muito mais naturais e saudáveis!

Andressa Tavares

CRN-8: 4938